terça-feira, 30 de setembro de 2008

(Público) 30.09.2008, Aníbal Rodrigues

Câmara do Porto rescindiu com a Talento, alegando incumprimento contratual

A Câmara do Porto rescindiu o contrato com a empresa Talento, promotora do Circuito da Boavista, evento que em Julho de 2007 trouxe ao traçado da Invicta provas como o Campeonato do Mundo FIA de Turismos ou o Grande Prémio histórico. Francisco Santos, director da Talento, confirmou que a autarquia alegou "justa causa" para rescindir, mas não explicou quais os motivos concretos invocados. O responsável pela promotora insiste que o Circuito da Boavista "teve um retorno e um impacto na região superior a 90 milhões de euros, cálculo feito por entidades independentes". A Talento tinha um contrato como promotor da prova portuense para 2007 e 2009. Nesse sentido, a rescisão unilateral por parte do município está agora a ser analisada pelos advogados da Talento que, segundo Francisco Santos, irão "exigir os direitos da empresa". A estratégia da Câmara do Porto passa agora por distribuir o conjunto das várias provas que constituem o Circuito da Boavista por dois ou três promotores. Um deles, o responsável pelo Grande Prémio histórico, será de origem francesa. Fonte da autarquia explicou que a rescisão se deu por "incumprimento de contrato" e que, durante meses, tentou chegar a um acordo com a Talento. Prometendo anunciar os novos parceiros "em breve", a câmara assegura ainda que a competição "não está minimamente em causa" e que não receia eventuais consequências jurídicas.

1 comentário:

Carlos Pinto disse...

Quando será que esta equipa que está na Camara do Porto se deixa de combates jurídicos?
Não foi para isto que foram eleitos.
Se tivesse um PS/PORTO em funções e com ideias não tinham descanso.
Mas como o Presidente do PS "combate o desiderato e o declínio" os resultados só podem ser estes. Rio anda em rods livre, sem controlo.
E quando tiver depagar os milhões de indmnizações do Parque da Cidade eu quero estar presente para vêr assar o cheque.